quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

"Governadores pedem autorização para a retomada de empréstimos. Grupo levou uma pauta concisa com ponto referentes à relação dos estados e municípios com o governo federal!"

Governadores pedem autorização para a retomada de empréstimos
         Os Governadores se reuniram com o Ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, em Brasília.

                    Os governadores do Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Goiás, Pernambuco, Tocantins, Distrito Federal, Minas Gerais, Bahia, e Piauí, além do vice-governador do Maranhão se reuniram ontem com o minstro da Fazenda, Nelson Barbosa. O grupo levou uma pauta concisa com ponto referentes à relação dos estados e municípios com o governo federal e que podem impactar na melhora da situação econômica dos entes federados.
                    O principal ponto tratado com o ministro pelos governadores foi o pedido para que o governo federal volte a autorizar operações de crédito pelos estados. Segundo o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), os estados até têm condições fiscais de contrair empréstimos com bancos internacionais. Não estão conseguindo porque dependem de autorização do governo federal. “O primeiro e principal ponto foi a questão das operações de crédito. Nós passamos este ano inteiro com capacidade de contrair crédito, sem autorização”, explicou.
                    De acordo com Alckmin, foi solicitada também a criação de um fundo garantidor para que os estados e municípios possam firmar parcerias público-privadas (PPPs). “Os estados querem fazer as PPPs. Isso é bom, é investimento na veia. Agora, precisa ter crédito e isso não se faz em 24 horas, às vezes leva mais de um ano”, disse.
                    Outra reivindicação dos governadores foi em relação à dívida dos estados. O Congresso Nacional aprovou uma nova lei que autoriza a redução dos juros cobrados pela União sobre a dívida dos entes federados, mas o assunto ainda precisa de regulamentação do governo federal. Ao fim da reunião, o grupo ouviu do ministro Nelson Barbosa a promessa de que o assunto será resolvido já em janeiro. 
                    Foi pedido ainda que o governo federal dê apoio para que o Congresso aprove a proposta de emenda à Constituição que alonga o prazo de pagamento dos precatórios, para dar alívio às contas estaduais neste momento de crise.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

"Câmara aprova liberação de R$ 835 mil para carnaval 2016. Subvenção foi votada nesta segunda-feira, em sessão extraordinária, na Casa de Leis!"

Câmara aprova liberação de R$ 835 mil para carnaval 2016


                    Em tempos de crise econômica, a Câmara de São João da Barra (SJB) aprovou, durante sessão extraordinária, realizada nesta segunda-feira, a liberação de  R$ 835.800 mil a entidades do município, para garantir a tradição do Carnaval sanjoanense em 2016. O valor aprovado foi proposto como subvenção social em cinco diferentes projetos de lei. A medida foi duramente criticada pelo morador de Grussaí Anderson Azeredo, de 29 anos, que assim como grande parte da população, defende que o dinheiro seja aplicado em serviços básicos para atender à população.
                    Só para a Escola de Samba Unidos da Chatuba serão concedidos R$ 163.800 mil. Já a Escola de Samba Trinca de Ouro vai receber R$ 60 mil. A subvenção destinada ao Clube Cultural, Social e Carnavalesco Chinês é de R$ 234 mil. O Clube Recreativo Carnavalesco e Cultural Congos também receberá R$ 234 mil. Já o Centro Musical e Cultural União dos Operários ganhará R$ 144 mil de subvenção da Prefeitura.
                    O presidente da Câmara, Aluizio Siqueira, lembrou que o edital de convocação foi publicado no Diário Oficial do Município nos dias 23, 24 e 26 deste mês. O vice-presidente da Casa, Alex Firme, destacou ter aprovado  as subvenções “por se tratar do carnaval sanjoanense e de uma banda centenária, duas tradições do município e que devem ser mantidas”.  O posicionamento político foi questionado pelo morador.
                     Anderson destacou que há dinheiro para o Carnaval, mas no início deste ano houve redução de beneficiários do programa “Viver Melhor”.

                    “Cinco mil famílias eram contempladas e agora apenas mil recebem o benefício no valor de R$ 250. Teve gente que chegou ao supermercado mas o crédito não havia sido recarregado. Já houve manifestação por conta disso. Diferente do que é titulado, não estamos vivendo melhor”, desabafou o jovem, ressaltando que no episódio da manifestação o prefeito Neco compareceu ao Cras escoltado por policiais.

domingo, 27 de dezembro de 2015

PLANTÃO A FALAR: "Criança de quatro anos morre afogada na Praia de Santa Clara (SFI)!"


                        Uma criança de quatro anos morreu afogada no valão Próximo ao DPO em Santa Clara (SFI), na tarde deste domingo, 27/12, por volta das 14h30 horas. O menino Davi Matheus Talyuli Laurindo, 4 anos chegou a ser levado para o Posto de Saúde de São Francisco, mas já chegou sem os sinais vitais.
                        A criança morava no Rio de Janeiro e passava o fim de semana do Natal na companhia dos pais na casa de parentes de Campos dos Goytacazes. Eles escolheram Santa Clara para tomar um banho de mar neste domingo.
                        Segundo parentes contaram na 147ª Delegacia Legal de SFI, as crianças tomavam banho com a supervisão de um adulto na Praia de Santa Clara com água entre a canela e o joelho, quando veio uma onda mais forte e a criança teria caído em um buraco, vindo a desaparecer. Não havia salva vidas na praia no momento do afogamento. A partir daí foi um desespero para localizar o menino. Cada minuto parecia uma eternidade. Cerca de 10 minutos após, enfim a criança foi localizada e retirada da água.
                        Começava uma corrida para salvar Davi. Os próprios familiares o socorreram. Passaram pelo Posto de Saúde de Santa Clara, mas não sabiam que o Posto não abre aos fins de semana. Sem saber se chegaria a tempo de socorrer a criança em São Francisco, os familiares pararam no DPO de Santa Clara.

                       “Pelo amor de Deus salvem o Davi”. Diante do apelo de um familiar, os policiais militares realizaram os primeiros socorros ali mesmo, na porta do DPO. Após realizaram massagem cardíaca, perceberam que a criança voltou a respirar. A criança foi levada para o Posto de Saúde pela própria Polícia, entretanto, no caminho, teve uma nova parada cardiorrespiratória. Na chegada ao Posto de Saúde de São Francisco, a equipe do Resgate Municipal fez todas as manobras possíveis para tentar reanimar a criança, mas sem sucesso.
                        Apesar de lidarem com as mais diversas situações de emergências, Policiais Militares e equipe médica ficaram profundamente abalados com o caso.
                        O Corpo de Davi foi levado para o Hospital Manoel Carola, em Ponto de Cacimbas, de onde foi levado pelo rabecão do Corpo de Bombeiros para o IML de Campos dos Goytacazes. 

sábado, 26 de dezembro de 2015

"Prefeitura de Campos garante atendimento destinado às vítimas femininas de violência no município. Na Casa Benta Pereira ficam as mulheres que são direcionadas pela Justiça por estarem sob risco iminente de morte!"

Prefeitura de Campos garante atendimento destinado às vítimas femininas de violência no município
           O Creas presta assistência em Campos às vítimas de abuso e exploração sexual, entre outras.

                     Estatísticas divulgadas pelo Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP-RJ) revelam que a cada hora, cinco mulheres são vítimas de agressão intencional no Estado. De janeiro a outubro deste ano, aproximadamente 38 mil lesões corporais dolosas (com intenção) foram registradas nos boletins das delegacias do Rio de Janeiro e alimentaram os dados, em uma estatística que reforça a intolerância que cresce no país. O número de estupros e tentativas também é alarmante.                      Em Campos, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social (SMDHS) realiza um trabalho de proteção e apoio às pessoas do sexo feminino vítimas de agressão, minimizando os problemas.
                     Recentemente, mais um ato de conscientização foi realizado com a Campanha do Laço Branco, um dos instrumentos no enfrentamento à violência de gênero. No município campista a iniciativa ocorreu através do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim).
                     Além da SMDHS, existem órgãos ligados à secretaria, como os Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), a Casa Benta Pereira e o ônibus do Projeto Violeta, além do reforço importante garantido pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), um pleito antigo de autoridades e movimentos ligados à mulher. “Estamos aguardando agora que o Estado aprove a criação do Centro Especializado de Atendimento da Mulher (Ceam) que, segundo o secretário Thiago Ferrugem, prevê um atendimento ainda maior.

Psicólogo, pedagoga e orientador social:

                         O Creas cuida especificamente de vítimas de abuso e exploração sexual, da violência doméstica, adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas de liberdade assistida, de prestação de serviços à comunidade e, também, das famílias inseridas no Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), entre outros casos de vulnerabilidade social, com supressão de direitos.
                         Na Casa Benta Pereira ficam as mulheres que são direcionadas pela Justiça por estarem sob risco iminente de morte, com necessidade de abrigamento em local especializado de alta complexidade. A casa conta com assistente social, psicólogo, pedagoga e orientador social que trabalham no sentido de garantir um atendimento às mulheres e seus filhos pelo período em que foram atendidas, que normalmente é de quatro meses. “No Estado do Rio de Janeiro existem apenas três casas de acolhimento de mulheres vítimas de violência e Campos é uma delas. Esse trabalho é feito para que a agressão contra as mulheres acabe ou diminua”, ressaltou Thiago Ferrugem.

Medo ainda é empecilho na hora de denunciar:

                                 Mesmo com todo o aparato que garante o apoio para que as mulheres agredidas possam deixar as suas casas, o que se vê na realidade ainda é o medo de muitas delas de fazer a denúncia, que pode salvar suas vidas. “Muitas temem denunciar seus maridos e sofrer represálias no futuro. Elas se recusam até a fazer o registro de ocorrência por razões diversas e têm restrições até mesmo ao atendimento”, informou a diretora de Proteção Social Especial, Ana Alice Ribeiro. Segundo ela, o número de registros, este ano, foi menor que no ano anterior. “Este pode ter sido o reflexo do trabalho que vem sendo realizado”, declarou.
                                  Mas a violência no município ainda é grande, principalmente na área de Guarus, que teria registrado um aumento no número de casos, segundo Rosângela Pereira, gerente de Média Complexidade do Serviço de Proteção Especial. “O índice em Guarus tem sido maior e isso deve ser o reflexo da dependência química”.
                                  Outro instrumento de proteção à mulher foi a Lei Maria da Penha, que teria mostrado aos homens que existe punição real. “A Lei Maria da Penha foi um benefício, que deu coragem às mulheres para que façam as denúncias, pois se sentem mais protegidas”, opinou a gerente de Alta Complexidade do Serviço de Proteção Especial, Rogéria Tavares.
                                  O ônibus do Projeto Violeta, que realiza ações do Juizado Móvel de Violência Doméstica, é outro diferencial que passou a ser utilizado em Campos. Um dos destaques do Projeto Violeta é a celeridade das ações, pois a mulher pode receber da Justiça a medida protetiva em até quatro horas. O projeto é realizado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio (TJRJ). “O ônibus do Projeto Violeta vem sendo utilizado em Campos para a análise dos problemas e tem alcançado sucesso”, destacou Thiago Ferrugem.


Prefeitura de Campos garante atendimento destinado às vítimas femininas de violência no município

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

"Rosinha cita dificuldades, mas diz que encerra o ano realizada. Prefeita destaca trabalhos que marcaram o governo este ano!"

Rosinha cita dificuldades, mas diz que encerra o ano realizada
                               Entre os projetos destacados por Rosinha está a Cidade da Criança.


                           Em entrevista concedida na manhã desta quarta-feira Programa Fala Garotinho, na Rádio Diário FM, a Prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, falou sobre as ações que marcaram o seu governo em 2015 e dos benefícios que levou à população, com ênfase para as obras que favoreceram aos mais carentes do município.
                           Entrevistada pelo atual secretário de governo do município, Antony Garotinho, ela falou sobre diversos temas, como o Morar Feliz que tirou muitas famílias de áreas de risco e da recém-inaugurada Cidade da Criança, entre outros.

Salários:

                      "Estou feliz.  Apesar de todas as dificuldades que atravessam as cidades brasileiras e o país, consegui pagar o 13º salário e o mês de dezembro e pude ver a alegria dos servidores ao receberem a notícia, ontem quando estive na Cidade da Criança".

Morar Feliz:

                     "A minha alegria é muito grande, pois como mulher, sei que todas elas querem seu porto seguro e as casas do Morar Feliz deram essa garantia. Qualquer chuva era um transtorno para mais de três mil famílias e agora isso não acontece mais".

Cidade da Criança:

                     "A Cidade da Criança é uma obra complexa. Não é uma obra quadrada e sim uma construção diferenciada. Eu queria dar às crianças o direito de sonhar, além de vacinas, creches e outros benefícios que fizemos nos últimos anos".

Cheque Cidadão:

                      "Para quem precisa de ajuda na alimentação dos filhos e garantia do leite é uma grande ajuda. Eu gosto de olhar muito para as pessoas que mais precisam do governo. Assim como o salário o cheque cidadão também já está na conta e todos precisam saber que esse é o dinheiro do mês e por isso precisam saber usar".

Transporte:

                     "Mandei tomar todas as medidas necessárias. Mais uma vez eles fizeram uma paralisação sem aviso prévio como determina a lei. Na última paralisação nós pagamos os salários porque os donos de empresa não cumprem com o que foi estabelecido pela licitação e nós vamos tomar todas as medidas judiciais, pois a situação está ficando insustentável e eles não podem pensar que podem fazer o que querem. Os donos das empresas de ônibus tem que se enquadrar".

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

"Sonia Abrão é processada e pode perder fortuna!"


              A ex-nadadora Rebeca Gusmão entrou com um processo contra a apresentadora Sônia Abrão, da RedeTV!.
              Eliminada da recente edição de “A Fazenda” (Record), Rebeca está pedindo na Justiça uma indenização de R$ 500 mil por conta dos comentários feitos pela jornalista em seu programa “A Tarde É Sua”, e pela internet.
              De acordo com a jornalista Keila Jimenez, no processo, que corre na 3ª Vara Cível em Brasília, a ex-peoa diz que foi ofendida por Sônia e exige indenização por danos morais.
Durante a passagem de Rebeca pela “Fazenda”, Sônia Abrão chamou a atleta de “Rebecão” e criticou a postura dela no reality show.

                   “Essa menina é muito bandida”, disparou a apresentadora em seu programa.
A apresentadora também criticou Rebeca no episódio em que a ex-nadadora bagunçou a cama e os pertences de Mara dentro do programa, despertando a fúria dos fãs da cantora.
                  “Ela roubou as fotos da mãe da Mara. Isso tem um toque de perversidade.Ela é maquiavélica, sádica. Ela joga sujo”, afirmou Sônia no “A Tarde É Sua”.


                    Até o fechamento desta matéria, Sônia Abrão não se manifestou sobre o processo.

"PSD apresenta seus pré-candidatos!"

Ah4YtReiGnujZBhglf3XopvieCfxwEAlPyik2I-IMUnz
Al_RxQT0XYn3XUzyQCf7bbvy_hV8pPdiNI8OD0pTArl4
 
                              O auditório da Acic ficou lotado na noite de segunda-feira para apresentação de possíveis pré-candidatos a vereador pelo PSD, presidido pelo vereador Nildo Cardoso.
Nildo reafirmou que não será candidato à reeleição e voltou a se colocar como pré-candidato a prefeito. Entre os políticos presentes, o ex-vereador Toninho Vianna, a professora Odete Rocha (presidente do PC do B), Gustavo Matheus (presidente do PV) e Lesley Beethoven (do PSDB).
                            Uma presença que chamou a atenção foi a do vereador Dayvison Miranda, do PRB e membro da bancada “independente”.

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

"Lula nega em depoimento à PF interferência em nomeações!"

                        Ex presidente declarou que nunca tratou com qualquer partido sobre a indicação de nomes e disse que há um processo de criminalização do PT.



                          Em depoimento prestado na quarta-feira (16/12/2015), na sede da Polícia Federal em Brasília, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou interferência em nomeações para as diretorias da Petrobras durante os oito anos de seu mandato. Na oitiva, Lula declarou que nunca tratou com qualquer partido sobre a indicação de nomes para ocupação de vagas na administração pública e disse que há um processo de criminalização do PT.
                         O ex-presidente prestou depoimento na condição de informante no principal inquérito da Operação Lava Jato que tramita no Supremo. A investigação envolve 39 pessoas. Para a PF, Lula poderia contribuir com as investigações por ter sido presidente da República na época dos fatos investigados.
                          Aos investigadores, Lula declarou que "não crê" que os partidos políticos que formaram a base aliada de seu governo receberam vantagens indevidas em contratos da Petrobras. Questionado sobre a que atribui a existência de pessoas de seu governo que são investigadas na Lava Jato, Lula disse que isso se deve ao processo de transparência dos órgãos de fiscalização, como a Polícia Federal, o Ministério Público Federal (MPF) e a Controladoria-Geral da Uni o (CGU) durante os últimos 12 anos, além da imprensa livre e a um processo de criminalização do PT. 

domingo, 20 de dezembro de 2015

PESQUISA FORA DE ÉPOCA: "Pesquisa para presidência: Aécio com 26%, Lula, 20% e Marina, 19%. O Datafolha ouviu 2.810 pessoas em 172 municípios de todo o país nos dias 16 e 17 de dezembro!"

BBnKdbc

                    Uma pesquisa, realizada pelo instituto Datafolha, divulgada neste sábado (19/122015) pelo jornal “Folha de S.Paulo”, mostra os seguintes percentuais de intenção de voto em quatro simulações da corrida presidencial:

Cenário 1:

Aécio Neves (PSDB): 26%
Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 20%
Marina Silva (Rede): 19%
Ciro Gomes (PDT): 6%
Jair Bolsonaro (PP): 4%
Luciana Genro (PSOL): 2%
Eduardo Paes (PMDB): 1%
Eduardo Jorge (PV): 1%
Nenhum: 14%
Não sabe: 5%
Cenário 2
Marina Silva (Rede): 24%
Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 21%
Geraldo Alckmin (PSDB): 14%
Ciro Gomes (PDT): 7%
Jair Bolsonaro (PP): 5%
Luciana Genro (PSOL): 3%
Eduardo Paes (PMDB): 2%
Eduardo Jorge (PV): 1%
Nenhum: 17%
Não sabe: 6%
Cenário 3
Aécio Neves (PSDB): 27%
Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 20%
Marina Silva (Rede): 19%
Ciro Gomes (PDT): 6%
Jair Bolsonaro (PP): 4%
Luciana Genro (PSOL): 2%
Michel Temer (PMDB): 2%
Eduardo Jorge (PV): 1%
Nenhum: 14%
Não sabe: 5%
Cenário 4
Marina Silva (Rede): 24%
Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 22%
Geraldo Alckmin (PSDB): 14%
Ciro Gomes (PDT): 7%
Jair Bolsonaro (PP): 5%
Luciana Genro (PSOL): 2%
Eduardo Jorge (PV): 2%
Michel Temer (PMDB): 1%
Nenhum: 17%Não sabe: 6%

                        O Datafolha ouviu 2.810 pessoas em 172 municípios de todo o país nos dias 16 e 17 de dezembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais e para menos. As somas podem passar ou ficar abaixo dos 100% por conta de arredondamentos.
Em novembro, o instituto havia pesquisado outros cenários para a disputa eleitoral.
A pesquisa também perguntou aos entrevistados sobre em quem eles não votariam de jeito nenhum.

Rejeição:

Luiz Inácio Lula da Silva: 48%
Aécio Neves (PSDB): 26%
Michel Temer (PMDB): 26%
Geraldo Alckmin (PSDB): 21%
Marina Silva (Rede): 17%
Ciro Gomes (PDT): 17%
Jair Bolsonaro (PP): 17%
Luciana Genro (PSOL): 14%
Eduardo Paes (PMDB): 13%

Eduardo Jorge (PV): 12%

sábado, 19 de dezembro de 2015

"PRF inicia operação nas estradas. Objetivo é reduzir os acidentes de trânsito nas rodovias federais!"

PRF inicia operação nas estradas
lançamento da Rodovida no Estado do Rio de Janeiro aconteceu na Ponte Rio/Niterói.

                        Teve início na última sexta-feira (18/12/2015) a "Operação Rodovida", que visa prevenir e reduzir os acidentes de trânsito nas rodovias federais durantes os feriados de fim de ano, as férias escolares e Carnaval, quando o movimento nas estradas é intenso. A ação conta com 10 mil agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que terão como prioridade fiscalizar situações como excesso de velocidade, embriaguez ao volante, ultrapassagens indevidas e prevenção de colisões frontais. No Estado do Rio de Janeiro, o lançamento da Rodovida 2016 aconteceu na Ponte Presidente Costa e Silva (Ponte Rio/Niterói).
                        Além da ação em toda a malha rodoviária federal, haverá pontos em que a atenção será intensificada por causa dos altos índices de acidentes graves com mortos e feridos. Em Campos, a fiscalização acontece nas BRs 101 e 356.
                        De acordo com o diretor-geral substituto da PRF, Marcelo Moreno, 4% dos acidentes são ocasionados por ultrapassagens indevidas e representam mais de 30% das mortes nas rodovias. 

Conscientização aos motoristas:

                            Moreno informa que ao longo do ano, a PRF desenvolveu atividades de conscientização para alertar os motoristas e motociclistas sobre os riscos nas estradas.
                            Segundo o diretor-geral substituto, a PRF tem feito um trabalho de conscientização nos chamados pontos críticos, locais onde há registros de acidentes de maior gravidade.
"A intenção é prevenir essas condutas. Além disso, estaremos focados na operação com mais de 10 mil policiais distribuídos em 100 pontos críticos em todas as rodovias do país”, adiantou.
                             Essa é a quinta edição da "Operação Rodovida", que é uma ação integrada pela Casa Civil, ministérios da Justiça, Saúde, Cidades e Transportes, além de órgãos estaduais e municipais. A ação faz parte do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes, criado em 2011 em resposta à decisão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que proclamou o período de 2011 a 2020 como a Década Mundial de Ação pela Segurança do Trânsito.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

"K.J.FALANDO"

K.J.Falando desta quarta-feira (16/12/2015).

"Passagem a R$ 1 pode ser suspensa em janeiro.Empresas não cumprem exigências e usuários de ônibus podem ter de pagar R$ 2,75. Desde o início do programa a prefeitura já repassou às empresas de ônibus, R$ 206 milhões!"

                      “A suspensão temporária da passagem social (a R$ 1) em Campos, que deverá ocorrer a partir de 1º de janeiro, será provocada exclusivamente em razão da falta de comprometimento de empresários do setor de transporte coletivo com esse importante programa”. Quem afirma é o Procurador Geral do Município, Matheus José, ao anunciar que a passagem social será suspensa por 60 dias.
                        O procurador diz que tem convicção de que as empresas de ônibus querem evitar que a prefeitura controle de fato o número de passageiros transportados. “O relatório do RioCard, atual contratada para esse tipo de serviço, é precário e não dá segurança”, diz Matheus, ressaltando que “o novo sistema que os empresários se recusam a implantar dará maior controle interno e gerencial da prova dos números de viagens por dia”. 
                         Desde o início do Programa Passagem Social a prefeitura já repassou, a título de complementação, às empresas de ônibus, R$ 206 milhões. O programa foi iniciado em 1º de maio de 2009. Segundo Matheus José, empresários do transporte rodoviário vêm utilizando de mecanismos protelatórios.
                         O procurador cita como exemplos de situações criadas com objetivos de “prejudicar o programa”, além de anulação de licitação: “greves incitadas por donos de ônibus, retiradas de veículos de linhas estratégicas, tudo para evitar que a fiscalização possa atuar de maneira a detectar irregularidades por eles cometidas”.
DOIS MESES PARA IMPLANTAR NOVO SISTEMA:
                          De acordo ainda com o procurador, a suspensão temporária da passagem social a partir de 1º de janeiro é uma decisão tomada em comum acordo, entre a Procuradoria Geral e o Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT). “Terá como objetivo principal a implantação de um novo sistema de controle de bilhetagem e a obrigatoriedade por parte das empresas de colocar nas ruas o número de carros previsto no edital”. “Na tentativa de salvar o Programa Passagem Social, até ônibus a prefeitura financiou, através do Fundo de Desenvolvimento do Município de Campos (Fundecam)”, lembra Matheus, explicando que durante 60 dias, a partir de 1º de janeiro, as passagens custarão R$ 2,75 em qualquer viagem. “Sessenta dias é o prazo que o decreto da prefeitura dá ao IMTT para implantar o novo sistema de bilhetagem”.
PASSAGEM EM CAMPOS CUSTA R$ 1 DESDE 2009:
                               Implantada no município em 1º de maio de 2009 para unir o município, a passagem social a R$ 1 beneficia hoje mais de 300 mil pessoas. O programa continua sendo elogiado pelos passageiros, principalmente aqueles que moram em distritos e localidades distantes do Centro da cidade, com Santo Eduardo e Farol de São Thomé, respectivamente.
                                A iniciativa do governo municipal contempla especialmente a classe trabalhadora da cidade e do interior, que todos os dias economiza na hora de passar na roleta dos ônibus. Na época, o programa já vinha gerando benefícios não só para os usuários de ônibus como também para as pessoas que estavam desempregadas e conseguiram ser inseridas no mercado de trabalho, seja através das vagas criadas nas empresas de transporte coletivo que, para atender à demanda, aumentaram em 53% a frota de ônibus e abriram novos postos de serviço, ou ainda no comércio, que teve as vendas aquecidas.
                                Mesmo com o reajuste que elevou este ano a tarifa para R$ 2,75, os 300 mil beneficiados com o Cartão Cidadão continuaram pagando R$ 1. A Prefeitura de Campos veio subsidiando a diferença de R$ 1,75. Além disso, pelo menos 300 novos ônibus entraram em circulação nas diversas linhas, alguns com ar refrigerado. Há ainda, empresas que não operam mais as mesmas linhas, substituídas por outras.
ônibus novo

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

"Pezão divide o 13º salário em cinco suaves prestações. Em Campos a prefeitura deposita segunda parcela do 13º nesta sexta!"

Pezão divide o 13º salário em cinco suaves prestações
Governador do Rio decidiu parcelar segunda parte do 13º dos servidores do Estado.

                          O anúncio do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, em parcelar a segunda parte do 13º salário em cinco vezes caiu como uma “bomba” para 450 mil servidores. Segundo informações, nesta quinta-feira serão creditados 20% do valor. As outras quatro parcelas serão pagas nos dias 18/01, 17/02, 17/03 e 18/04 de 2016. O governo também não vai pagar nesta quinta-feira os benefícios das 90 mil pensionistas, e que todo o pagamento referente ao mês de dezembro será depositado na primeira quinzena de janeiro de 2016.
                         A prática de parcelamento de salários foi adotada pelo governo desde o dia 2 de dezembro, quando foi quitado o vencimento de servidores que recebiam até R$ 2 mil. Os salários que superavam este valor foram divididos em duas vezes, sendo a última parcela honrada no dia 9 de dezembro. “Isso é uma covardia que o governador está fazendo com o funcionalismo estadual. O governo não está para atender a classe trabalhadora, mas para atender as empresas. Entrou na pauta hoje (ontem) na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) para ser aprovado R$ 39 milhões para a Supervia. Já foi aprovada na Alerj a isenção de R$ 6,6 milhões para uma companhia de energia, fora as demais isenções fiscais para outras empresas. A gente não aceita essa propagando do governo quando diz que está em crise”, disse a coordenadora regional do Sindicato dos Profissionais da Educação (Sepe/Campos), Graciete Santana.
                         Ela contou que na última terça-feira (15/12/2015) ocorreu assembleia da categoria na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Rio, quando todos decidiram continuar em estado de greve e não lançar as notas dos alunos no Programa Conexão, o que implica no fechamento do ano letivo. “Nós só não vamos deflagra greve porque as aulas acabaram, mas outras categorias, como as do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Degase e Saúde poderão decretar greve devido a esta situação importa pelo governo”, destacou.
                        Também na quarta, Graciete informou que ocorreu uma marcha do Largo do Machado até o Palácio Guanabara, com participação de centenas de servidores de várias categorias. “Já no palácio, as comissões formadas pelas categorias presentes na marcha foram atendidas pelo governador, que nos informou não ter dinheiro para pagar o 13º salário e os salários referentes ao mês dezembro. Hoje (ontem) fomos pegos de surpresa por essa notícia que só vai gerar descontrole na vida dos servidores”, ressaltou.

Prefeitura paga 13º a partir desta sexta:


                           Os servidores da Prefeitura Municipal de Campos recebem a segunda parcela do 13º salário amanhã e o pagamento referente ao mês de dezembro será nos dias 28, 29 e 30, conforme calendário elaborado pela Secretaria de Gestão de Pessoas e Contratos e divulgado no início do ano.  Apesar da crise financeira que afeta todo o Brasil, a Prefeitura de Campos mantém o pagamento do funcionalismo em dia, liberando sempre nos três últimos dias do mês. A prefeita Rosinha Garotinho destaca o planejamento feito pelo município para manter o calendário de pagamento dos servidores em dia.  Além de liberar o pagamento nos três últimos dias úteis do mês, a prefeitura cumpriu o cronograma e pagou a primeira parcela em junho e, agora, libera a segunda parcela para os servidores.
                           De acordo com informações do secretário de Gestão de Pessoas e Contratos, Fábio Ribeiro,  a realização do pagamento em dia é uma demonstração de eficiência da gestão financeira e da política de valorização do servidor municipal, que tem proporcionado ganho real aos servidores efetivos, por meio dos reajustes anuais, sempre acima da inflação, bem como a implantação do Plano de Cargos, Carreira e Salários, que em alguns casos resultou na elevação salarial no patamar superior a 20% conforme o tempo de serviço.                                                                        

                         - Manter a folha de pagamento de prefeituras de cidades de menor porte, tem sido uma tarefa muito difícil em meio a essa crise econômica que afeta todo o Brasil, imagina manter uma folha de pagamento de uma Prefeitura do porte de Campos, com cerca de 600 mil habitantes e que precisa manter funcionários cuidando das pessoas e dos espaços públicos em todos os bairros e distritos e ainda nos demais órgãos públicos -, destacou o secretário de administração e Gestão de Pessoas, Fábio Ribeiro. 

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

"I Jogos Esportivos de São Francisco de Itabapoana é realizado na cidade!"

                          Pelo menos doze escolas da rede municipal estiveram participando no sábado (5/12/2015), a partir das 9h, na Escola Estadual São Francisco de Paula, no centro da cidade,  do " I Jogos Esportivos de São Francisco de Itabapoana ". 
                         Os alunos estiveram competindo nas seguintes modalidades: Futsal masculino, Queimada feminina,  Atletismo com corrida de 50m e 100m e salto em distância. 
                         O evento foi organizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura - SMEC. 
                         O prefeito Pedrinho Cherene disse que mais uma vez a SMEC fecha o ano letivo com êxito. " Educação por meio do Esporte resulta em mais qualidade de vida intelectual e física", enfatizou

Confira a lista das escolas participantes:

- E.M. Manoelina de S. Rodrigues
- E.M. Abelino José de Souza
- E.M. Benedito Pereira Macedo
- E.M. João Paes Viana
- E.M. Manoel Alves de Carvalho
- E.M. Maria Joaquina do Espírito Santo
- E.M. Ilda Muylaert de Machado
- E.M. Josefino Barros de Menezes
- E.M. Manoel Gomes da Silva Lemos
- E.M. Miguel Nunes Barbosa
- E.M. Saleno Simão
- E.M. Professora Dalria Maria Gomes Macedo Gonçalves

IMAGENS EXCLUSIVAS DO EVENTO:





segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

"Investigação da PF pode chegar ao Porto do Açu. Empresa que opera em SJB estaria envolvida em escândalo no Nordeste!"

Investigação da PF pode chegar ao Porto do Açu
        A concremat atua no Porto do Açu, empreendimento operado pela empresa Prumo Logística.


                      A empresa Concremat Engenharia, que opera no Porto do Açu, atuando para a Prumo Logística, está envolvida em uma operação deflagrada nesta segunda-feira, pela Polícia Federal (PF) em vários estados. A empresa atua no Açu, na fiscalização de obras de  transporte de pedras e pagamentos em geral desde o ano de 2008.
                      A Concremat, segundo as investigações, estaria envolvida no desvio de aproximadamente R$ 200 milhões nas obras de transposição do Rio São Francisco. Essa empresa foi a maior doadora da campanha do deputado Eduardo Cunha (PMDB), do governador Luiz Fernando Pezão e do PMDB do Rio de Janeiro.
                      Já no Porto do Açu, em São João da Barra, existem denúncias de que a Concremat estaria envolvida com a máfia da pedra. Ela seria a responsável pelas medições e pagamentos, além de responder pela  fiscalização de matérias procedentes de transporte de pedra e pelos pagamentos das empresas Marpem, Braço Forte, Barramix  e Lock Mais, todas  ligadas a políticos de São João da Barra.

Fraudes:

                      As denúncias de fraudes seriam relacionadas à compra, pesagem, medições e pagamentos feitos a empresas que seria de 'fachada' e de políticos da cidade. Em Pernambuco as fraudes são as mesmas, segundo a Polícia Federal. Aliás, a própria Concremat foi a responsável pela fiscalização das obras de mobilidade e de infraestrutura da Copa do Mundo no Brasil.
                      A mesma empresa estaria 'dando as cartas' no gerenciamento dos projetos e obras do projeto olímpico no Rio de Janeiro. A empresa está no epicentro de inúmeras denúncias no fornecimento de pedra para as obras do Parque Olímpico.
                      Suspeita-se que a queda do ex-presidente da Prumo Logística, Eduardo Parente,  esteja relacionada à atuação da Concremat nas obras do Porto do Açu. A própria empresa ostenta em seu contrato social serviços de consultoria ter acesso a aportes financeiros junto ao BNDES. É uma empresa típica em processo de licitação, operando nos mais variados ramos de atividades.

Obras são irrigadas por verbas do BNDES:

                       A obra de transposição do Rio São Francisco e do Porto do Açu tem uma coisa em comum: Gasta-se muito dinheiro do BNDES e não acaba nunca. O atual presidente da Concremat é o Executivo Clóvis Renato Peixoto Primo, que foi ex-diretor da Andrade Gutierrez, empresa envolvida no Petrolão.
                       Clóvis está sendo acusado pela Polícia Federal, no Inquérito Policial nº 1361/2015, que originou a 16ª fase da “Operação Lava-Jato” denominada “Radioatividade”, que culminou com  várias buscas e apreensões e conduções  coercitivas. Ele é acusado de pagar propina ao PMDB, juntamente com o engenheiro Ricardo Ourique Marques, atual presidente da TECHINT.
                        Primo também foi denunciado pelo Ministério Público Federal por corrupção, lavagem de dinheiro, evasão fiscal e outros no processo nº0510926-862015.4.02.5101, em curso na 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, que apura fraudes na licitação da Usina de Angra 2.
                        A denúncia já foi recebida e as audiências estão marcadas para acontecer até a próxima amanhã. Esse processo contará com depoimentos de vários delatores da “Operação Lava-Jato”.

domingo, 13 de dezembro de 2015

"6 pensamentos pobres que te impedem de ser rico!"

                         Frases aparentemente inofensivas podem fazer toda a diferença quando se trata de acumular riqueza. Saiba quais são elasSão Paulo - Pensamentos aparentemente inofensivos podem se revelar extremamente prejudiciais quando o objetivo é enriquecer. São ideias que se relacionam diretam ou indiretamente com o dinheiro ao tratarem sobre conceitos de riqueza ou sobre seu trabalho e cotidiano.  
                        A mera atitude de refletir sobre esses pensamentos já pode ser um grande passo para aumentar seu patrimônio.
                        Steven Siebold, autor do livro "How Rich People Think" (Como os ricos pensam, em tradução livre), aponta, em artigo para o site Business Insider, que mudar a ideia que uma pessoa tem sobre o dinheiro não é suficiente, por si só, para torná-la mais rica. Mas é, certamente, um impulso para que ela passe a trilhar esse caminho.
                        Veja abaixo seis pensamentos recorrentes que podem prejudicar as finanças:

                      "Minha casa é o meu maior bem”

                       A visão de que a casa própria é o bem que mais pode gerar valor é falsa. O imóvel não costuma trazer apenas rendimentos ao proprietário, mas também diversos custos, seja com os juros do financiamento, impostos ou reformas.
                       É preferível encarar o imóvel mais como um tipo de garantia ou seguro e concentrar esforços em investimentos que geram mais renda do que despesas, aponta o autor americano Robert Kiyosaki, no best seller "Pai rico, pai pobre".
                        Segundo o escritor, ao mesmo tempo em que o investidor deve buscar aumentar o volume de dinheiro aplicado nesses investimentos, ele deve ficar atento para manter as despesas sob controle. Dessa forma, em pouco tempo ele conseguirá diversificar aplicações e ter acesso a investimentos mais sofisticados.

sábado, 12 de dezembro de 2015

"COI diz que crise política e econômica do país afeta Rio 2016, mas demonstra otimismo!"



                          Autoridades do Comitê Olímpico Internacional (COI) disseram nesta quarta-feira que têm esperanças de que a Olimpíada do ano que vem no Rio de Janeiro não será prejudicada pelo turbilhão político e pela recessão econômica no Brasil, embora os preparativos tenham "inevitavelmente" sido afetados.
                          A Rio 2016 vem sofrendo com atrasos há anos, mas a situação está melhorando, segundo a entidade. 
                          Entretanto, no momento em que os preparativos rumam para a reta final, a presidente Dilma Rousseff se vê diante de um possível processo de impeachment e uma economia em crise

                         "Isso inevitavelmente irá afetar os Jogos", disse o vice-presidente do COI, Craig Reedie, aos repórteres quando indagado se a situação do Brasil terá algum impacto na preparação.
                         "Existem desafios", afirmou ele depois que os organizadores da Rio 2016 entregaram um relatório de progresso ao comitê executivo do COI durante uma reunião.

                          Na semana passada, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), aceitou um pedido de abertura de processo de impeachment contra Dilma, deixando mais tenso o clima político no país. 
                          A Polícia Federal, que investiga o escândalo de corrupção da Petrobras, também pretende analisar os contratos de construção da Rio 2016, que chegam a 10 bilhões de dólares.
                          O quadro atual contrasta profundamente com o momento em que o Rio conquistou o direito de sediar a Olimpíada em 2009, quando o país desfrutava de uma bonança econômica.
                          Mas Reedie afirmou que está havendo progresso para finalizar a tempo os preparativos para os primeiros Jogos da América do Sul. "Houve uma grande melhoria da situação nos últimos meses. Isso é boa notícia", comentou.
                          Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), declarou que a situação geral foi apresentada ao COI de maneira transparente.

                        "Não tentamos fugir (dos fatos). O mais importante é que nada afete os atletas e a organização dos Jogos".

                          Os organizadores estão procurando formas de reduzir o orçamento sem comprometer o evento, uma tarefa dura a oito meses da abertura. 

                         "Precisamos ajustar tudo", disse Nuzman. "Mas isso é normal. Todas as cidades (olímpicas) passam por isso. A coisa mais importante é entregar grandes Jogos."

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

"Garotinho: 'Dinheiro da operação de crédito entra na conta segunda-feira'!"

Garotinho anuncia operação de crédito

                         O secretário de Governo Anthony Garotinho anunciou na noite desta quinta-feira (10/12/2015), em reunião do grupo NOS, que a operação de crédito com a Caixa Econômica foi finalizada e o dinheiro, pouco mais de R$ 400 milhões, vai entrar na conta da prefeitura nesta segunda-feira (14/12/2015).
                         A operação será feita em duas partes, sendo a próxima no início de 2016.

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

"Marco Feliciano fará parte da comissão do impeachment. PSC indica pastor e cantor Irmão Lázaro será suplente!"

Feliciano fará parte da comissão do impeachment.

                        Enquanto o processo de Impeachment se desenrola aos olhos do público, os partidos vão indicando seus representantes para a comissão que analisará o processo. Caberá a eles selar o destino da presidente Dilma Rousseff.
                        Se em 2010 ela teve apoio de vários membros da bancada evangélica para se eleger, agora a situação é bem diferente.  O Partido Social Cristão (PSC) indicou no dia (7/12/15) os deputados Pastor Marco Feliciano e Eduardo Bolsonaro, ambos de São Paulo.
                       Aliado do presidente do Congresso, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o líder do PSC, André Moura (SE), foi o responsável pela indicação. Ambos devem acompanhar a orientação de Moura e votar favoravelmente ao impedimento da petista. Na suplência ficaram os deputados Irmão Lázaro (BA) e Marcos Reategui (AP).
                      O deputado Marco Feliciano comemorou a indicação em seu perfil no Facebook. “Será uma grande batalha. Hoje não temos os votos necessários, mas trabalharei, me esforçarei e conto com a ajuda de todos os que querem um Brasil melhor, sem Dilma e sem PT”, escreveu.

                      Depois de cerca de uma hora, a postagem teve mais de 20 mil curtidas e os comentários mostram que o eleitorado de Feliciano é favorável ao impeachment.

 

"Padre comunista defende que 'Lula é o Messias'. Frei Betto tentou comparar a atual situação do Brasil com a última ceia de Jesus com seus apóstolos!"

                   O conhecido escritor Frei Betto é famoso por suas posições em favor do comunismo desde a década de 1960. Nascido Carlos Alberto Libânio Christo, é um dos membros mais notáveis da Juventude de Esquerda Católica.
                    Ele vai constantemente a Cuba e já defendeu Fidel Castro em livros e artigos. O mais famoso, “Fidel e a religião” vendeu mais de 3 milhões de exemplares em todo o mundo.                                           Convenientemente, jamais falou sobre a perseguição religiosa na ilha governada pelos irmãos Castro.
                     Ex-padre dominicano, Betto deu uma entrevista ao site Brasil 247, que defende com unhas e dentes o atual governo, onde fez comparações que chocam qualquer cristão. Ignorando os anos de história que mostram que um dos pilares do comunismo é o ateísmo, o Frei tentou comparar a situação atual do Brasil com a última ceia de Jesus com seus apóstolos.

                     “Lula ainda é o Messias que, na esperança de muitos, poderia salvar o Brasil do retrocesso, e promover a partilha do pão e do vinho, da comida e da bebida”, defende o Frei. “Dilma, a discípula que deveria dar ouvidos ao Mestre. Temer, o apóstolo que aguarda pacientemente a oportunidade de ocupar o lugar do Mestre. Renan, o discípulo que ora fica ao lado do Mestre, ora de Caifás. E Cunha, o Judas, que se vendeu por 30 dinheiros…”, resume.

                        Em seu devaneio teológico, influenciado por anos de militância na chamada teologia da libertação, ele ainda insiste que tanto o Papa Francisco quanto Jesus “são de esquerda”.
Sobre o Salvador, ele justifica “morreu como prisioneiro político: preso, torturado, julgado por dois poderes políticos e condenado à pena de morte dos romanos, a cruz”. Uma leitura que ignora tanto as profecias messiânicas do Antigo Testamento quanto a divindade de Cristo!
                        Frei Betto já participou diretamente do governo petista (entre 2003 e 2004). Suas críticas aos companheiros são tímidas e jamais abordam a questão da corrupção em que o partido se envolveu nesses 13 anos ocupando a presidência do país.
                        Pelo contrário, o padre comunista insiste que a riqueza de Lula foi ganha “honestamente”. “Isso não é ilegal nem é pecado. Os acusadores que apresentem o ônus das provas”, desafia.
                        Por outro lado, ataca a atuação de políticos evangélicos no país. “Qualquer participação é legítima, desde que não queira impor ao conjunto da sociedade valores e preceitos que são próprios de um determinado segmento religioso. Isso é fundamentalismo”, condena.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

"Igreja Universal denuncia lideranças do PMDB. Obras favorecem empreiteiras denunciadas na Operação Lava-Jato!"

O ex-governador Sérgio Cabral e Pezão são apontados como beneficiários do esquema.

                       A Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) trouxe na  edição 1235 do jornal “Folha Universal”, distribuída na semana passada, denúncias de que o atual governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, o seu antecessor, Sérgio Cabral, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e o deputado estadual Jorge Picciani, todos do PMDB, estão envolvidos em escândalos de corrupção e esquemas  milionários. Na reportagem, intitulada “A agonia do Rio”, revela que estes políticos abandonaram o estado e a capital fluminense.
                       Segundo a “Folha Universal”, o Rio agoniza às vésperas de sediar as Olimpíadas de 2016, mais importante evento esportivo do planeta. A população sofre nas áreas essenciais, como saúde, segurança pública, educação e transporte. Bilhões de reais são injetados em obras para maquiar o verdadeiro Rio para os Jogos Olímpicos. Isso tudo para beneficiar empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato e empresários que defendem a segregação dos pobres, além de prosperar os negócios dos políticos.

Acusações:

                        A reportagem informa que Pezão e Cabral se tornaram alvos de um inquérito aberto pela Polícia Federal (PF), em março deste ano, durante a Operação Lava Jato, após um dos envolvidos no esquema de desvio de recursos da Petrobras delatar ao Ministério Público Federal (MPF) ter arrecadado R$ 30 milhões para serem injetados em um caixa 2 da campanha dos políticos ao governo do Rio, em 2010. À época, Cabral foi eleito governador e Pezão era seu vice. Atualmente, o inquérito está sob análise do relator do caso no Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Luis Felipe Salomão, que deverá pedir um parecer ao MPF sobre a continuidade da investigação.
                       De acordo com a “Folha Universal”, essa não foi a primeira vez que Pezão foi alvo de uma investigação federal. Em dezembro de 2010, ele teve seus bens bloqueados pela Justiça Federal ao ser acusado pelo MPF de ligação com a chamada Máfia dos Sanguessugas. As acusações do MPF apontaram irregularidades na aquisição de ambulâncias quando Pezão era prefeito de Piraí, interior do Rio de Janeiro, entre 1997 e 2004.

Em nota oficial  Pezão renega Picciani:

                        Durante uma série de reportagens "O Rio de Janeiro na Lama", exibidas pela Rede Record, o deputado Jorge Picciani foi renegado pelo governador que, em nota oficial à Rede Record, afirmou que o presidente da Assembleia Legislativa do Rio não chefiou sua campanha.
                        Em sua página na internet, Jorge se apresentou como articulador do Pezão, conexão montada por ele para pedir votos para o então candidato à Presidência da República Aécio Neves (PSDB) e o governador Pezão. Em entrevista ao Jornal O Dia, Picciani, atual presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj),disse que vai processar a Iurd e atribui os ataques à derrota do senador Marcelo Crivella (PRB) na disputa eleitoral do ano passado.
                        Na mesma reportagem, o advogado do PMDB, Eduardo Damian, disse que “essa matéria (da Iurd) caracteriza uso indevido dos meios de comunicação, porque usa um jornal distribuído gratuitamente, com mais de 2,4 milhões de exemplares, para fins eleitorais”.
                        Por meio de nota, a Igreja Universal do Reino de Deus afirmou que a ‘Folha Universal’ é um órgão de imprensa como outro qualquer e que “goza das mesmas garantias e liberdades asseguradas pela Constituição Federal para melhor informar seus leitores”. Destacou, ainda, que o conteúdo da reportagem “foi mera reprodução de notícias já veiculadas em outros veículos”.


segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

"Bingos e cassinos podem funcionar em 2016 no Brasil. Comissão do Senado avalia proposta. Argumentos para a liberação são de que o jogo já existe e que a arrecadação do Governo com impostos pode chegar a R$ 15 bilhões por ano!"

bingo 0712

                      Uma proposta de autoria do senador Ciro Nogueira (PP-PI) quer estabelecer um marco regulatório para a legalização em espaços físicos e online dos chamados jogos de azar no país, que incluem bingos, caça-níqueis, o jogo do bicho e cassinos.
                      O relatório sobre o texto já foi apresentado pelo senador Blairo Maggi (PR-MT) e pode ser votado na próxima quarta (9/12/15) na reunião da Comissão Especial de Desenvolvimento Nacional do Senado.
                     Como tramita em caráter terminativo, caso seja aprovada pela comissão, a proposta segue direto para análise da Câmara dos Deputados, sem necessidade de passar pelo plenário do Senado.
                     Os principais argumentos para a liberação é que o jogo já existe no Brasil e que a arrecadação que o Estado pode conseguir com impostos é significativa – pode chegar a R$ 15 bilhões por ano.

                    “Não podemos deixar de perceber que a atividade do jogo no Brasil tem sido exercida, ainda que de modo ilegal. A ilegalidade acaba desencadeando outro efeito perverso à sociedade, já que os recursos obtidos com a exploração do jogo revertem-se para a corrupção de agentes públicos. Por outro lado, ao se regulamentar o tema, esperamos extirpar a corrupção que hoje existe e, ao mesmo tempo, concretizar um aumento expressivo das receitas públicas, aumentando a arrecadação governamental”, destaca Maggi no relatório.

                      O senador Ciro Nogueira diz que o governo deixa de arrecadar R$ 15 bilhões por ano em impostos pela falta de regulamentação dos jogos de azar. Segundo ele, a aprovação do projeto contribuirá ainda para a geração de milhares de novos empregos e fortalecerá a política de desenvolvimento regional por meio do turismo.
Proposta
                      O texto traz a definição dos jogos que podem ser explorados, os critérios para autorização e as regras para distribuição de prêmios e arrecadação de tributos. Há ainda previsão de credenciamento máximo de dez casas de bingo por município e que os cassinos funcionem ligados a complexos integrados de lazer, construídos especificamente para esse fim, com hotéis e restaurantes.
                      No relatório de Blairo Maggi, não há nenhum impedimento para que políticos possam explorar casas de jogos. Uma das preocupações dos críticos do texto é que, como a proposta prevê que caso sejam legalizadas, caberá aos estados e ao Distrito Federal a prerrogativa de dar “autorização outorgada” para a abertura e funcionamento desses estabelecimentos, políticos possam usar influência para se beneficiar. No caso dos cassinos, as pessoas jurídicas interessadas na exploração seriam previamente credenciadas pelo governo federal.
                      O presidente da comissão, senador Otto Alencar (PSD-BA), no entanto, diz esse ponto ainda será discutido antes da votação da proposta e que ele próprio poderá apresentar uma emenda nesse sentido.

Na Câmara:

                     A legalização do jogos de azar também está sendo debatida pela Câmara dos Deputados. A Comissão Especial do Marco Regulatório dos Jogos no Brasil vem fazendo audiências públicas para chegar a um consenso em torno das dezenas de propostas que tramitam na casa sobre o tema.

                     O Decreto-Lei nº 9.215, de 30 de abril de 1946, proibiu os jogos por considerar, entre outros pontos, “que a tradição moral jurídica e religiosa do povo brasileiro é contrária à prática e à exploração e jogos de azar”. No caso dos bingos, a proibição veio em 2004. À época , o governo federal editou uma medida provisória com a proibição após denúncias de que então subchefe de Assuntos Parlamentares da Casa Civil , Waldomiro Diniz, teria recebido propina para financiar a campanha de Carlos Augusto Ramos – mais conhecido como Carlinhos Cachoeira, acusado de envolvimento com o jogo do bicho.

domingo, 6 de dezembro de 2015

"O impeachment e a voz das ruas!"

Grupo comemorou na Avenida Paulista abertura do impeachment


                          O PT e seus movimentos sociais estão anunciando que vão para as ruas defender o governo. A oposição também quer ocupar as ruas pró-impeachment. 
                          Vai ser um embate paralelo à batalha na Câmara dos Deputados. Hoje a balança pende para Dilma, afinal basta ter 171 votos dos 513 deputados para barrar o processo de impeachment, e o governo, além dos parlamentares petistas e aliados fechados, vai jogar pesado no "toma lá, dá cá", oferecendo vantagens. Mas tudo pode mudar dependendo do quanto ecoar a voz das ruas. 

sábado, 5 de dezembro de 2015

"Partido de Marina é contra o impeachment de Dilma. Alguém surpreso?"


PC do B e PSOL ficarão com ciúme ou prevalecerá o poliamor? Enfim, o neopetismo - ou pós-PT - mostra a cara.

                       O novo partido de Marina Silva, o tal “Rede”, écontra o impeachment de Dilma. Ok, agora diga que o sol é quente e a água é molhada. Pois é, sem novidades. Mas vale deixar o registro, não é mesmo? Lembrando que a própria Marina, durante décadas, fez parte do mesmo PT – do qual, aliás, vieram também muitos dos que agora militam na nova legenda.
                      Quem sai aos seus não degenera, diria o ditado. Mas a coisa é menos superficial do que se imagina.
                      O PT está desgastado, na verdade está mesmo é devastado. A popularidade do partido chegou ao subsolo e, com isso, muita gente que pretende concorrer nas próximas eleições acabou “saindo” do PT. Mas, claro, o PT jamais saiu ou sairá desses políticos.
                      Não há “jeito novo” de fazer política, mas sim novos truques para a velha políticagem. Apenas isso.
                       E os fatos não nos deixam nem sequer supor o contrário.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

"Eduardo Cunha acolhe pedido de impeachment contra Dilma!"


                  No dia em que o PT decidiu votar no Conselho de Ética contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), ele acolheu pedido de impeachment contra a presidente Dilma.
                  Segundo Cunha, não existe nenhuma razão política para ele acolher o pedido, que chegou à Câmara há 45 dias: “Nunca na história de um mandato houve tantos pedidos de impeachment”.
Em entrevista coletiva, Eduardo Cunha afirmou que lamenta muito, mas não tinha outro caminho a seguir.
                  O presidente da Câmara deu andamento ao requerimento formulado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior. O pedido de Bicudo – um dos fundadores do PT – inclui as chamadas “pedaladas fiscais” do governo em 2015, como é chamada a prática de atrasar repasses a bancos públicos a fim de cumprir as metas parciais da previsão orçamentária.

                 “Quanto ao pedido mais comentado por vocês proferi a decisão com o acolhimento da denúncia. Ele traz a edição de decretos editados em descumprimento com a lei. Consequentemente mesmo a votação do PLN 5 não supre a irregularidade”, disse Cunha.


                  Agora será instalada uma comissão especial para analisar esse pedido e a presidente terá 10 sessões para apresentar defesa.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

PLANTÃO A FALAR: "PF apura denúncia de irregularidades em emissão de notas em SFI!"


                        A Delegacia de Polícia Federal em Campos deflagrou nesta quinta-feira (03/12/2015) a Operação Archadia, que visa cumprir três mandados de busca e apreensão em um escritório de contabilidade e em dois sindicatos de trabalhadores rurais de São Francisco de Itabapoana.
                        De acordo com a assessoria da Polícia Federal, o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) identificou indícios de falsificação em notas fiscais de vendas de produtos rurais emitidas por diferentes empresas, mas com a mesma grafia utilizada no seu preenchimento, além de não respeitar a ordem cronológica.
                        A investigação, segundo a PF, aponta que essas notas fiscais foram forjadas num escritório de contabilidade com a participação dos representantes dos sindicatos.